sexta-feira, 3 de maio de 2013

SER PADRE

SER PADRE Um dia, numa missa, escutei Jesus me dizer: “Vem e segue-me”. Tornei-me um discípulo dele. Seu ideal me seduziu. Com ele descobri o sentido da vida. Meu coração se encheu de alegria, de amor e de esperança. Puxa, era a sensação de que eu tinha encontrado o que precisava pra ser feliz. Fui convencido que o sentido da vida estava na minha relação com Ele. Depois, numa manhã de verão, no meio de uma das nossas conversas, ele me olhou profundamente e disse: Ei, meu amigo, preciso de você pra ser padre. Escolho você pra cativar pessoas pra me seguirem. Quero continuar falando com as pessoas e agindo em suas vidas por meio da sua vida. Você topa? Você aceita? Respondi que sim. Na liberdade e com alegria, topei a parada. Na verdade percebi que os desejos e sonhos de Jesus bateram com os meus. Foi o jeito de ele tratar o Pai do céu e a vontade que tinha de fazer o bem às pessoas que me cativaram. Que coisa bonita! Então eu decidi viver desse jeito. Do jeito dele. E fiquei padre! E você me pergunta por quê? Porque me tornei padre? Bem, é... . Porque sempre quis ser feliz e ajudar as pessoas a serem também. Porque quero estar presente na vida dos doentes e pobres e ajuda-los. Porque vejo que muitas pessoas precisam de mim. Da minha presença. Da minha palavra e do meu silêncio para escutá-las. Porque as pessoas precisam da minha benção e da absolvição dos seus pecados. Elas precisam sentir a alegria que sinto. Elas precisam do meu carinho de pai, de amigo e de irmão. Quis ser padre porque o mundo precisa da Eucaristia. E se não tem padre, não tem Eucaristia. Quis ser padre porque acredito na vida que jamais se acaba pregada por Jesus. Amo, de paixão, anunciar a ressurreição de Jesus e, naturalmente, a nossa ressurreição. Quis ser padre pra dizer às pessoas que a vida com Jesus é mais feliz. Que nossa amizade com Ele é que nos faz superar tudo e perseverar sempre. Quis ser padre para ficar disponível o tempo todo para Deus e para as pessoas. Renunciei ter uma família para estar a serviço de todas as famílias, do mundo inteiro. Quis ser padre porque faltam padres no mundo Quis ser padre para pregar a Palavra de Deus. É dessa Palavra que as pessoas precisam. Palavra que anima, que cura e ilumina suas vidas. Quis ser padre porque assim posso ajudar mais as pessoas que sofrem e dizer a elas que a dor, o sofrimento e a morte não tem a última palavra. Sabe, sou um homem, que ficou cristão e se tornou um padre. Não sou anjo. Não sou de outro planeta. Sou apenas um ser humano que, como você, ama a vida. Que um dia foi criança, adolescente e jovem. Que foi estudante. Que ficou adulto e tomou uma decisão séria na vida. Que curte os amigos. Que gosta de músicas de vários estilos. Vidrado em cinema e teatro. Que gosta de futebol. Do mar. Que ama arrancar um sorriso das pessoas. Que tem sonhos e deseja ajudar a tornar este mundo mais justo e mais fraterno. Como você, eu também cometo erros. Peço perdão, me levanto e vou em frente. Como você, ficarei velho e morrerei. Olhando nos seus olhos eu digo de todo o coração: Esforço-me, o tempo todo, para que as pessoas vejam Jesus em mim. Elas têm esse direito. Aliás, padre e Jesus são e têm que ser uma realidade só. O Padre é o amor do Coração de Jesus. É o presente que o Pai do céu deu ao mundo Prazer! Eu sou um padre. Um homem feliz. Realizado. Um homem que vive para os outros. Um fabricante de esperança e de paz. Se eu nascesse mais cem vezes, cem vezes ficaria padre. E você? Quer ser padre? Deus te abençoe! Padre Rogerio Felix Machado

2 comentários:

  1. Fiquei enaltecido com este post...
    Parabéns Padre Rogério.
    Acesse:
    http://grupojovensdaluz.wordpress.com/

    ResponderExcluir